GS 408

 

Novo edifício comercial

Desde 2014

scroll down for english

A implantação do edifício foi pensada como uma resposta à geometria da esquina, buscando manter a continuidade da quadra e conciliar, através de amplos recuos laterais, condições de luz natural e ventilação adequadas a cada uma das seis salas comerciais. Os elementos funcionais compactos (núcleo de circulação e pequenos banheiros) foram distribuídos de forma fragmentada com certa autonomia formal, como um sistema de compensação geométrica. A área total das varandas foi dividida em apenas dois grandes espaços abertos, que podem ser usados como salas externas e serem integradas a uma das salas adjacentes ou às duas. A torre comercial é suspensa, solta do embasamento. Este acomoda 4 níveis de estacionamento, sendo dois deles no subsolo. Uma abertura na laje do primeiro andar (estacionamento superior) traz iluminação natural ao lobby. A fundação foi projetada imaginando uma transformação futura do uso do térreo, minimizando elementos fixos ou estruturais, de forma que todo o piso do térreo possa ser aberto em continuidade à rua.

The building’s relation to the site was conceived as a response to its corner geometry, seeking to maintain the continuity of the block and to reconcile, through ample lateral recesses, conditions of natural light and adequate ventilation to each of the six commercial rooms. The compact functional elements (circulation core and small bathrooms) were distributed in a fragmented manner, with certain formal autonomy as a system of geometric compensation. The total area of ​​the balconies was divided into only two large open spaces, which can be used as outdoor meeting rooms and may be integrated into one of the adjacent rooms or both. The commercial tower is suspended, free from its podium, which accommodates 4 parking levels (two of which are underground). An opening in the first floor slab (upper parking) brings natural light to the lobby. The foundation was designed by imagining a future transformation of the use of the ground floor, minimizing fixed or structural elements, so that the entire ground floor can be opened in continuity to the street.

Cliente: Esteto Engenharia e Comércio

Arquitetura: Marina Correia.

Colaboradores: Fernando Lage, Emanuelle D'Antrasi, Leda Kobayashi, Natalia Castro, Vivian Hawthorne e Claudia Kim.

Consultor de aprovação: Fernando Martines

Engenharia Estrutural: Brandes Engenharia LTDA.

Instalações: RS Projetos Técnicos

Estudos Ambientais: Joana Carla Soares Gonçalves e Roberta Consentino Kronka Sales.

Situação: Em obra

Área do Terreno: 1.160m²

Área Construída: 5.500 m²

Fotografias: Marina Correia

Localização: Rua George Smith 408 Lapa,

São Paulo -  SP.